Retirada de pintas e câncer de pele Retirada de pintas e câncer de pele

Tratamentos

Retirada de pintas e câncer de pele

Retirada-de-pintas-e-câncer-de-pele

Chamada de excisão, a retirada de pintas e câncer de pele é um procedimento cirúrgico que remove uma lesão por meio do corte de pele ao redor dela. Quando são nevos (lesões benignas), o procedimento tem fins apenas estéticos. Já em casos de câncer de pele é removida uma área um pouco maior da pele, chamada de margem de segurança, para garantir que todo o câncer seja retirado.

Como funciona a retirada de pintas e câncer de pele?

Na maioria dos casos, o procedimento é realizado com anestesia local. A incisão pode ser fechada com pontos ou deixada aberta, dependendo da avaliação médica e da gravidade da excisão. Por isso, é imprescindível o parecer de um profissional e confiança para garantir um procedimento mais seguro e a sua satisfação com resultados ao final do processo.

Quanto tempo dura a recuperação?

Geralmente, após a retirada dos sinais, o paciente pode retornar às atividades normalmente. Porém, alguns cuidados básicos devem ser seguidos, como evitar que as áreas onde a pele foi tratada sejam machucadas ou expostas ao sol. Dependendo do tipo de lesão retirada, o médico também poderá encaminhar o paciente para a realização de exames periódicos de revisão e acompanhamento.

Como identificar um câncer de pele?

Nem sempre a retirada de pintas e sinais é motivada por uma questão estética. Muitas vezes, esse sinal pode representar um risco à saúde do paciente e sua retirada torna-se uma necessidade. Por isso, é importante ficar atento aos sinais da sua pele e características para saber quando se preocupar. E a regra ABCDE pode ajudar nisso, confira:

Regra ABCDE para analisar as características de câncer de pele:

A Regra ABCDE é indicada com o objetivo de auxiliar os pacientes na realização do autoexame e diagnóstico de lesões malignas, como o câncer de pele. O método é simples e possui esse nome, devido a cada fator a ser observado na lesão, como:

A (assimetria) – é indicado que o paciente imagine a lesão dividida em quatro partes iguais. Se uma das partes estiver assimétrica, é indicado que o paciente procure um especialista para obter um diagnóstico adequado.

B (borda) – a borda da lesão deve ser contínua, como o próprio nome já diz, deve fazer um contorno. Caso a borda da sua pinta não seja lisa, é importante procurar um especialista.

C (coloração) – a cor da pinta deve ser de uma cor só, sendo as colorações marrom e preta consideradas normais, e as vermelhas, brancas e demais tonalidades, um sinal de alerta.

D (diâmetro) – se a lesão tiver um crescimento acelerado é importante ficar atento, principalmente se tiver mais de 5mm, pois há grandes chances de ser um câncer de pele.

E (evolução) – mudanças no tamanho, formato e coloração da lesão devem ser observadas minuciosamente e, em caso de suspeitas, um especialista deve ser procurado imediatamente.

Quando procurar um dermatologista?

O câncer de pele é um dos tipos de câncer que mais causa óbitos no país anualmente. Com as altas temperaturas no verão e a falta de cuidados preventivos, como o uso de protetor solar, por exemplo, o número de casos é recorrente em consultórios dermatológicos. Embora a doença possa ser benigna e/ou maligna, o diagnóstico precoce é a principal forma de tratar a patologia, o que pode ser iniciado com a avaliação de pintas e sinais em diferentes regiões do corpo.

Cuidados para uma boa cicatrização da pele

Após a retirada de pintas ou câncer de pele, é importante realizar a limpeza da ferida, seguindo as orientações do especialista. Desta forma, a limpeza correta auxilia para evitar infecções, garantindo uma cicatrização mais rápida e eficiente. Em alguns casos, também pode ser indicado o uso de antibióticos tópicos, dependendo do quadro do paciente. Após a retirada dos pontos da cirurgia, poderá ser recomendado o uso de produtos cicatrizantes para estimular e acelerar a regeneração tecidual.

Qual o valor da retirada de pintas e câncer de pele?

O preço da retirada de pintas e câncer de pele varia de acordo com o nível do problema e a quantidade de sinais a serem retirados. Por isso é imprescindível realizar uma avaliação médica com um dermatologista, para o diagnóstico mais adequado e específico.

Agende sua consulta Agende sua consulta

Agende sua consulta

Tem alguma coisa no seu rosto ou corpo que não está te fazendo feliz? Então agende uma consulta e deixe a gente cuidar da sua saúde, da sua imagem e da sua autoestima!

Topo
Open chat