Sorriso gengival Sorriso gengival

Tratamentos

Sorriso gengival

Sorriso-gengival---clínica-patrpicia-holderbaum

O sorriso gengival é uma exposição exagerada das gengivas ao falar ou sorrir. Geralmente é mais presente em mulheres e causa uma “desordem estética” por não trazer equilíbrio entre dentes, gengiva e boca. Essa condição pode causar forte desconforto em alguns pacientes, que então recorrem à estética para revertê-la e conquistar o seu sorriso ideal.

Quais as características do sorriso gengival?

As características podem ser observadas, principalmente, quando o paciente sorri ou fala. Além disso, também pode ser identificado com:

– Exposição do tecido gengival

– Comprimento e grau de movimento do lábio superior

– Tamanho e forma dos dentes

– Posição vertical da mandíbula superior

– Dentes em relação ao crânio, entre outros.

Quais as causas do sorriso gengival?

O sorriso gengival pode ser causado por diversos fatores, como: hipertrofia gengival; distúrbios hormonais; lábios pequenos; excesso maxilar; hiperatividade dos músculos elevados; coroas dos dentes curtas, entre outros, sendo comum em homens mulheres.

Como identificar o sorriso gengival?

O diagnóstico é feito com o paciente sorrindo, uma técnica simples e que pode ser feita em casa. O padrão utilizado para a identificação do problema é a exposição de até 85% dos dentes anteriores ao sorrir, sendo que a única parte das gengivas que podem aparecer é a que está localizada entre os dentes – a ameia gengival. E, embora cada pessoa tenha características e medidas únicas, os sorrisos considerados “normais” possuem dois milímetros ou menos de tecido gengival exposto. Quando o tecido ultrapassa 3 milímetros, já pode ser considerado como sorriso gengival.

Como é realizado o tratamento para corrigir o sorriso gengival?

Existem alguns tratamentos estéticos que podem corrigir esse problema, dependendo de cada caso. A ulotomia (ou gengivoplastia), por exemplo, remove o excesso do tecido da gengiva. Também pode ser usada a toxina botulínica para tratar casos menos graves. Em todo caso, é o especialista que irá indicar a opção mais adequada para o seu caso, considerando suas características faciais, nível de exposição dos dentes, entre outros fatores determinantes para a obtenção de um resultado.

Quando usar a toxina botulínica para tratar sorriso gengival?

A escolha da toxina botulínica para corrigir o sorriso gengival será definida pelo médico. Desta forma, a aplicação de toxina botulínica é feita no músculo que traciona o lábio superior quando a pessoa sorri, então ele “trava” o lábio e não expõe a gengiva.

O tratamento dói?

A ulotomia e a aplicação de toxina botulínica são minimamente invasivas, então não causam inchaço e nem dor. Além disso, podem ser feitas com uso de anestésico tópico, proporcionando mais conforto ao paciente.

Como é a recuperação?

A recuperação pós-procedimento varia de acordo com o tratamento realizado e o número de sessões. De modo geral, o tratamento não interfere na rotina do paciente, considerando os cuidados pós-procedimento, indicados pelo médico especialista.

Qual o valor do tratamento para sorriso gengival?

O valor do tratamento para corrigir o sorriso gengival irá variar de acordo com o procedimento escolhido e o número de sessões realizadas pelo paciente. Por isso é imprescindível uma avaliação médica com um profissional capacitado, para realizar o diagnóstico mais adequado.

Agende sua consulta Agende sua consulta

Agende sua consulta

Tem alguma coisa no seu rosto ou corpo que não está te fazendo feliz? Então agende uma consulta e deixe a gente cuidar da sua saúde, da sua imagem e da sua autoestima!

Topo
Open chat